Parque da Cultura ganha Ipês plantados por crianças durante o FLIV

Parque da Cultura ganha Ipês plantados por crianças durante o FLIV
Parque da Cultura ganha Ipês plantados por crianças durante o FLIV (foto: divulgação).
A manhã desta quinta-feira (13/8) foi muito especial para o meio ambiente em meio às programações do Festival Literário de Votuporanga – FLIV 2018. Cerca de 500 crianças, com idade entre 9 e 10 anos, matriculadas em escolas municipais, realizaram o plantio de 160 ipês nas cores roxa, amarela, rosa e branca, no entorno da represa do Parque da Cultura. A atividade foi iniciativa do Prefeito João Dado, realizada pela Saev Ambiental em parceria com o Projeto Maritaca – Educação Ambiental, da Secretaria Municipal da Educação, e contou com apoio da Secretaria da Cultura e Turismo.

Levando em conta a previsão média de florescimento dos ipês, daqui a cinco anos o Parque da Cultura já estará colorido entre os meses de junho e setembro, embelezando ainda mais o cenário que se tornou o principal cartão postal da cidade. “Além de suas belezas naturais, escolhemos os ipês porque são espécies mais resistentes aos períodos de estiagem e, desta forma, contribuem para a área de sombra às centenas de pessoas que utilizam o Parque da Cultura para se exercitar ou, até mesmo, curtir momentos de descanso em contato com a natureza”, explicou o superintendente adjunto da Saev Ambiental, eng. Marcelo Marin Zeitune.

O Prefeito João Dado contribuiu com o plantio ao lado das crianças e aproveitou para deixar uma mensagem aos pequenos. “Ações como essa valem a pena porque preservamos o meio ambiente e deixamos um legado na consciência de cada cidadão, que desde pequeno, já aprende o quanto é importante respeitarmos a natureza”.

 

Projeto Maritaca

O projeto Maritaca foi elaborado em 2013 pelo Professor Abílio Calille Junior, através da Prefeitura de Votuporanga e Secretaria da Educação, e tem como objetivo incentivar e ensinar as crianças, logo nas primeiras fases escolares, sobre a importância da preservação ambiental. Os alunos aprendem de forma lúdica, valorizando o senso crítico e com a noção da responsabilidade de cada um para contribuir com um futuro melhor para todos.

O projeto de educação ambiental é desenvolvido para crianças do ensino infantil e fundamental e atende 12 CEMs e 15 CEMEIs, reunindo mais de 7,7 mil alunos.

Leia também: 2º acusado no caso Kelly Cadamuro recebe alvará de soltura.

Facebook Comments

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here