Apreensão de crack cresce 84% no estado de São Paulo em 2019

Segundo a Secretaria Estadual de Segurança Pública, o estado São Paulo já registrou a apreensão de 1,3 toneladas de crack entre janeiro e julho deste ano

Apreensão de crack cresce 84% no estado de São Paulo em 2019
Crédito da foto: Divulgação/Secretaria da Segurança Pública

De acordo com dados exclusivos da Secretaria Estadual da Segurança Pública, obtidos pela GloboNews por meio da Lei de Acesso à Informação, o estado de São Paulo já registrou a apreensão de 1,3 toneladas de crack entre os meses de janeiro e julho deste ano.

A droga, apreendida pelas polícias Militar e Civil representam um aumento de 84%, em comparação ao período de janeiro a julho do ano passado.

Assim, de acordo com a Secretaria Estadual da Segurança Pública, no mesmo período em questão, de 2018, foram apreendidos 713,4 kg da droga. Esses números abrangem apreensões feitas pelas polícias estaduais, ou seja, a Civil e a Militar. As apreensões feitas por outros órgão, como Polícia Rodoviária Federal e Polícia Federal, não foram computados na estatística.

Além do aumento nas apreensões de crack, houve também uma alta nas apreensões de cocaína no estado de São Paulo. No mesmo período entre janeiro e julho de 2018 e 2019, a cocaína apreendidas pelos policiais Civil e Militar aumentou de 14 para 25,6 toneladas, ou seja, 83%.

Adolescente é apreendido com 15 quilos de crack no interior de São Paulo

Na noite deste sábado (24), um adolescente de 16 anos foi apreendido em flagrante, com 15 quilos de crack, no bairro Solo Sagrado, em São José do Rio Preto (SP).

Segundo a Polícia Militar, o adolescente foi abordado após a PM receber uma denúncia anônima.

Ao ser questionado, o menino confessou guardar grande quantidade de entorpecente no forro da casa da avó. Assim, os policiais foram até a residência, onde encontraram quatro tabletes de crack em uma mala, além de pedaços menores da mesma droga em outros locais.

O adolescente foi encaminhado para a delegacia e permanece a disposição da Justiça.

Facebook Comments