Dia das Crianças: Procon orienta sobre cuidados em playgrounds e praças de alimentação

Em parques infantis, a dica é evitar o uso de roupas com cordões e pingentes pendurados e calçados com cadarços expostos

Dia das Crianças: Procon orienta sobre cuidados em playgrounds e praças de alimentação.
FOTO: LEO LARA/ARVORE DE COMUNICAÇÃO

Com a chegada do mês de outubro, os pais se preparam para garantir a diversão dos pequenos no Dia das Crianças. Para assegurar o lazer e a segurança da criançada, o Procon Rio Preto elaborou algumas dicas.

Para quem planejou comemorar a data em um parque infantil, o recomendado é que verifique no aparelho a indicação de faixa etária ou altura mínima, principalmente brinquedos que necessitem de altura, peso ou idade específica para usar cinto ou trava de segurança. É válido lembrar que, nesses locais, os pais e responsáveis devem ficar atentos ao conferir a condição de uso e material do brinquedo.

A roupa que vai usar nos pequenos para levá-los a um ambiente externo com brincadeiras e atividades é outro ponto importante. É indicado o uso de roupas leves e confortáveis que permitam a movimentação das crianças. Além disso, roupas com cordões e pingentes pendurados e calçados com cadarços expostos devem ser evitadas.

“Em ambientes internos, como espaços infantis em shoppings ou parques privados, as informações de preços, horários e condições de uso dos brinquedos devem estar expostas de forma clara e visível ao consumidor. Lembrando que nesta época do ano a movimentação em playgrounds aumenta e o cuidado deve ser redobrado”, orienta o diretor do Procon, prof. Arnaldo Vieira.

Nas praças de alimentação, os pais devem ficar atentos aos alimentos que vão oferecer às crianças, especialmente se após a refeição o objetivo for continuar com as brincadeiras e atividades. A orientação é evitar comidas gordurosas, mesmo sendo tentador aos olhos das crianças. Para não ter gastos desnecessários, o ideal é consultar a tabela de preço do restaurante, pois é comum que o garçom ofereça pratos voltados para o público infantil, acompanhados de brindes e brinquedos, o que acaba pesando mais ainda no bolso do consumidor.

Leia também: Conselho Tutelar: confira o resultado das eleições 2019 no Noroeste Paulista.

Facebook Comments