Capivara, o maior e mais adorável roedor do mundo

É verdade que, com a cabeça opaca e o focinho pesado, ela tem falsos ares de porquinho-da-índia, mas a comparação para por aí. Ela ostenta uma construção completamente diferente: cerca de 1,2 m de comprimento, 60 cm de altura, pesa em média 50 kg… Quase o tamanho de um javali! É simples, a capivara (guarani “capi’wara”, mestre da grama ou comedor de capim) é o maior roedor do mundo.

É na América do Sul que se pode encontrá-la com mais facilidade. Em florestas úmidas, pântanos, várzeas… do Panamá ao Brasil, ela está presente em quase todo o território e sempre perto da água. Para crescer, ela precisa levar uma vida semi-aquática. Um tempo para aproveitar o sol, um tempo para se refrescar, um tempo para comer ervas (às vezes, sementes ou frutas) e um tempo para se alimentar de ervas aquáticas.

Capivaras brincando.
Capivaras brincando (foto: divulgação/Pixabay).

A capivara está muito bem preparada para evoluir em ambos os ambientes. Suas pernas, curtas e robustas, são parcialmente palmadas, o que faz dela uma excelente nadadora. Suas orelhas, olhos e narinas, perfeitamente alinhados, permitem que ela fique imersa por horas, deixando apenas o topo da cabeça para fora… Assim como o castor ou o hipopótamo.

Para se defender, ela usa seus grandes e poderosos incisivos e se abrigam na água. Para marcar seu território, tem uma substância odorífera secretada por uma glândula frontal (às vezes detém predadores). Vivem em grupos de até 20 indivíduos, com um macho dominante, fêmeas, seus descendentes e machos jovens. Uma fêmea pode dar à luz até oito filhotes do mesmo clã. Caçados por sua carne e couro, odiados pelos danos que causam às lavouras. Alguns as têm como animal de estimação. A verdade é que as capivaras são os roedores mais adoráveis que existem.

Vida longa às capivaras!

Capivaras mãe e filha.
Capivaras mãe e filha (foto: divulgação/Pixabay).

Close