29 Maio 2024

Temporais no Sul provocam fatalidades e inundações deixam moradores sem lar

3 min read

Dezenas de cidades estão enfrentando uma situação de emergência devido aos estragos causados pelas condições climáticas. Infelizmente, duas pessoas perderam a vida soterradas neste sábado, no Rio Grande do Sul.

As chuvas intensas estão novamente castigando os estados do Sul do Brasil, levando diversas cidades a registrar ocorrências e declarar estado de emergência. No último sábado (18), duas vítimas foram soterradas no Rio Grande do Sul, enquanto Santa Catarina confirmou a terceira morte causada pelos temporais.

Uma das regiões mais afetadas desde a noite de sexta-feira (17) é o Vale do Taquari, no Rio Grande do Sul, que já havia sido devastado por um ciclone em setembro e agora enfrenta novas inundações. No estado catarinense, a cidade de Rio do Sul está lidando com a maior enchente desde 1983, e um tornado causou prejuízos na região da Serra.

Os estragos começaram a se intensificar na quinta-feira (16), resultando em enchentes que destruíram pontes, desalojaram famílias, isolaram moradores e bloquearam rodovias. Abaixo, apresentamos as principais ocorrências em Santa Catarina, no Rio Grande do Sul e no Paraná.

**Santa Catarina:**
– No terceiro dia consecutivo de chuvas em Santa Catarina, o governo estadual informou que o número de mortos subiu para três. Um homem de 46 anos, que estava em uma moto aquática, colidiu na fiação elétrica em Palmitos na última sexta-feira. As outras duas mortes ocorreram na noite anterior, em Taió.
– Dos 295 municípios catarinenses, 62 foram impactados pelas chuvas. Dezenas de municípios estão em estado de emergência, sendo oito em situação de calamidade pública, conforme relatório da Defesa Civil.
– Na região do Vale do Itajaí, cidades como Rio do Sul e Trombudo Central registraram cheias históricas nos principais rios, com helicópteros e embarcações sendo utilizados para resgatar moradores isolados.
– Na Serra catarinense, um tornado atingiu Urupema, causando quedas de árvores e danos em residências. Felizmente, não houve feridos.

**Rio Grande do Sul:**
– As principais regiões afetadas entre a noite de sexta-feira e sábado foram a Serra, a Região Metropolitana de Porto Alegre e o Vale do Taquari.
– Pelo menos 45 cidades ficaram sem energia elétrica.
– No Vale do Taquari, o Rio Taquari atingiu a marca de 25 metros na tarde de sábado em Lajeado, ultrapassando a cota de inundação e obrigando a retirada de mais de 30 famílias.
– Na Serra, ruas de Gramado estão alagadas desde a madrugada, resultando em duas pessoas soterradas e outras duas feridas após um deslizamento de terra.
– Em Caxias do Sul, a prefeitura decretou situação de emergência devido aos estragos causados pelo temporal.
– Em Igrejinha, o Rio Paranhana ultrapassou a cota de inundação, provocando inundações na cidade.
– Há trechos de estradas federais e estaduais com bloqueios parciais e totais.

A situação é grave, com comunidades inteiras enfrentando dificuldades devido às inundações, deslizamentos de terra e outros danos causados pelas condições meteorológicas adversas. Autoridades locais e equipes de resgate estão mobilizadas para prestar assistência às vítimas e mitigar os impactos dessa série de desastres naturais.