21 Fevereiro 2024

Reunião entre Lula e Príncipe Herdeiro da Arábia Saudita na Pauta desta Terça-feira

2 min read

Lula Busca Investimentos na Arábia Saudita em Primeira Etapa de Viagem ao Oriente Médio

O presidente brasileiro, Luiz Inácio Lula da Silva, iniciou sua agenda no Oriente Médio com uma parada em Riade, capital da Arábia Saudita. O encontro, agendado com o príncipe herdeiro Mohammed bin Salman, tem como foco atrair investimentos dos fundos árabes para o Brasil. Lula busca estreitar laços com o governo saudita, que manteve relações próximas com a administração anterior de Jair Bolsonaro.

Riade marca o ponto de partida de uma série de compromissos internacionais de Lula, incluindo sua participação na Conferência do Clima das Nações Unidas (ONU) em Dubai. O presidente brasileiro, aos 78 anos, retoma suas atividades após uma cirurgia recente.

O encontro em Riade é estratégico, visando superar críticas ocidentais às violações dos direitos humanos pela Arábia Saudita. A relação entre os dois países tornou-se mais evidente quando o governo saudita presenteou Michelle Bolsonaro com joias de alto valor, posteriormente apreendidas no Brasil.

Lula tem como objetivo atrair investimentos árabes, provenientes da exploração de petróleo, para o Novo Programa de Aceleração do Crescimento (PAC). Além das reuniões oficiais, o presidente participará de eventos com empresários locais em Riade.

O príncipe herdeiro Mohammed bin Salman, aos 38 anos, desfruta de uma posição de destaque no governo saudita, ocupando o cargo de primeiro-ministro desde o ano passado. Sua liderança efetiva no país já perdura há vários anos, com atuações em cargos como vice-primeiro-ministro e ministro da Defesa.

Após Riade, Lula seguirá para Doha, onde participará de fóruns com empresários e se reunirá com o emir do Catar. Questões como a guerra entre Israel e Hamas serão abordadas, considerando o papel do Catar na mediação de tréguas.

A viagem de Lula culminará na COP 28 em Dubai, nos Emirados Árabes, um evento crucial para a captação de recursos destinados à preservação ambiental e transição energética no Brasil. O presidente brasileiro buscará apresentar metas ambiciosas de redução de emissões, destacando o comprometimento do país com a liderança global na área.

Após a COP 28, Lula seguirá para Berlim, onde se encontrará com o chanceler alemão Olaf Scholz. As discussões incluirão temas como a revisão do acordo entre Mercosul e União Europeia, com Lula buscando concluir a revisão antes do encerramento de seu mandato rotativo à frente do Mercosul. O presidente almeja acordos em diversas áreas entre Brasil e Alemanha durante sua estadia na capital alemã.